Regras e Fundamentos do Squash

O JOGO

O jogo de Squash Individual é disputado entre dois jogadores, cada um usando uma raquete, com uma bola e numa quadra, todas as três de acordo com as especificações da WSF.

Pontuação a 11 sem vantagem (pontos corridos)

Pontuação a 11 sem vantagem será o sistema de pontuação oficial para todos os níveis do Squash competitivo a partir de 1o de Abril de 2009.

Regra 2: A PONTUAÇÃO será substituída pela seguinte.

A PONTUAÇÃO

2.1. Qualquer jogador pode marcar pontos. O sacador ao ganhar uma jogada, marca o ponto e mantem o serviço; o recebedor, ao ganhar uma jogada marca o ponto e se torna o sacador.

2.2. A partida será em melhor de 3 ou 5 games e será opção do organizador do torneio.

2.3. Cada game é jogado até 11 pontos. O jogador que alcançar onze pontos primeiro, será o ganhador do game, haverá uma exceção se ambos os jogadores empatarem em 10 pontos, neste caso a partida continuará até um dos jogadores alcançar 2 pontos de diferença.

2.4. Toda vez que pontuação empatar em dez pontos o Marcador anuncia 10 iguais; um dos jogadores precisa ganhar por dois pontos de diferença.

2.5. O Marcador anuncia “Game Ball”! para indicar que o jogador que está na frente na contagem precisa de 1 ponto para terminar o game em andamento, ou, “Match Ball” para indicar que o jogador que está ganhando precisa de apenas 1 ponto para ganhar a partida. Isso inclui a situação em que o recebedor é quem precisa de 1 ponto para ganhar o game ou a partida (ex: “10-6, game (ou match) ball” seguido por “troca (hand-out). 7-10 game (or match) ball”).


O SAQUE

4.1. O jogo começa com um saque e o giro de uma raquete decide o direito de sacar primeiro. Dai em diante, o sacador continua a sacar até perder uma jogada, quando então o adversário se torna sacador, e este procedimento continuará durante a partida. No início do segundo e de cada game subseqüente, o ganhador do game anterior saca primeiro.

4.2 Ao início de cada game e de troca de sacador, o sacador deve escolher de que lado vai sacar e dai em diante, alternará o lado, enquanto permanecer o sacador. Entretanto, se um jogada terminar num let, o sacador deverá sacar novamente do mesmo lado.
Se o sacador se mover para o lado errado, ou ambos os jogadores parecerem indecisos sobre o lado correto, o Marcador deve avisar qual o lado correto. O Árbitro deve determinar qual o lado correto se o Marcador esta indeciso ou incorreto, ou se houver qualquer discussão.

4.3 Para sacar, o jogador deve largar a bola usando a mão ou a raquete e então golpeá-la. Se o jogador não fizer menção de golpeá-la após ter largado-a, o jogador deve largar a bola outra vez para aquele saque.

4.4 Um saque é bom se todas as condições na Regra 4.4.1 – 4.4.5 forem satisfeitas:

4.4.1 o sacador tiver parte de um dos pés em contato com piso dentro da área de saque sem que alguma parte deste pé estiver tocando a linha da área de saque (parte deste pé pode se projetar sobre esta linha, desde que ele não toque na linha) – No momento que golpear a bola;

4.4.2 o sacador, depois de largar a bola para o saque, golpeá-la corretamente na primeira ou outras tentativas antes da bola cair no piso, tocar uma parede, ou qualquer coisa que o sacador estiver vestindo;

4.4.3 o sacador golpear a bola diretamente para a parede frontal entre as linhas de saque e de fora;

4.4.4 a não ser que seja voleada pelo recebedor, o primeiro pique da bola é no quarto posterior da quadra oposta ao lado do sacador, sem tocar as linhas do meio.

4.4.5 o sacador não saca a bola para fora.

4.5 Um saque que não preencher os exigências das Regras 4.4.1- 4.4.5 não é bom e o Marcador deve fazer o anuncio apropriado.

Os anúncios são:
“foot-fault” para a Regra 4.4.1
“not up” para a Regra 4.4.2
“falta” (“fault”.) para a Regra 4.4.3 se a bola tocar na parede lateral primeiro ou na parede frontal na ou abaixo da linha de saque, mas acima da lata.
“baixa” (‘down) para a Regra 4.4.3 se a bola tocar na ou abaixo da lata ou no piso
“falta” (“fault”) para a Regra 4.4.4
“fora” (“out”) para a Regra 4.4.5
Um saque no qual a bola é considerada ter tocado a parede frontal e a lateral simultaneamente não é bom e é anunciado “falta” (“fault”).

4.6 O sacador não deve sacar até que o Marcador tenha anunciado a pontuação completamente. O Marcador deve anunciar a pontuação sem demora. Se o sacador sacar ou tentar sacar antes do Marcador tiver anunciado completamente a pontuação, o Árbitro deve parar o jogo e solicitar ao sacador que espere que o Marcador tenha anunciado a pontuação completamente.


O JOGO

Após o sacador tiver feito um bom saque, os jogadores golpeiam a bola alternadamente até que um ou outro deixe de fazer um bom retorno, e a bola deixar de estar em jogo de acordo com as regras, pelo apelo de um jogador, ou a uma chamada do Marcador ou Árbitro.

6. BOM RETORNO

Um retorno é bom se todas as condições nas Regras 6.1 – 6.3 forem preenchidas:

6.1 O batedor devolve a bola corretamente antes de ter tocado mais de uma vez no piso

6.2 A bola toca na parede frontal acima da lata, diretamente ou via parede(s) lateral(s) e/ou parede do fundo, sem primeiro tocar o piso, ou qualquer parte do corpo ou vestuário do adversário, ou a raquete do adversário, corpo ou vestuário.

6.3 A bola não seja golpeada para fora ou na lata (baixa ou down).

CONTINUIDADE DO JOGO

Depois que o sacador tiver feito o primeiro saque, o jogo deve ser contínuo enquanto estiver valendo. Entretanto:

7.1 a qualquer hora o Árbitro pode suspender o jogo devido à má iluminação ou outras circunstâncias além do controle dos jogadores e dos oficiais, por um período que o Árbitro deve decidir. A pontuação deve permanecer a mesma. Se uma outra quadra estiver disponível enquanto a quadra em questão permanecer inadequada, o Árbitro pode transferir a partida para esta.

7.2 Um intervalo de noventa segundos deve ser permitido entre o final do aquecimento e o começo do primeiro game e também entre todos os games. Jogadores podem deixar a quadra durante tais intervalos, mas devem estar prontos para resumir o jogo antes de acabar o tempo do intervalo de noventa segundos.

Por mútuo acordo dos jogadores, o jogo pode começar ou ser resumido antes de acabar o tempo do intervalo de noventa segundos.

(G1) 7.3 Se um jogador convencer o Árbitro da necessidade de mudança de equipamento, vestuário ou calçado, o jogador poderá deixar a quadra para efetuar a troca o mais rápido possível, mas deve fazê-la em um período de noventa segundos.

7.4 Quando faltarem 15 segundos para o término do tempo permitido de noventa segundos, o Árbitro deve anunciar “Quinze Segundos”, para avisar aos jogadores para estarem prontos para reiniciar o jogo. Ao final dos noventa segundos o Árbitro deve anunciar “Tempo”.

E da responsabilidade dos jogadores estarem posicionados para poderem ouvir os anúncios de “Quinze Segundos” e “Tempo”.

GANHANDO A JOGADA

Um jogador ganha uma jogada se:

8.1 o adversário falha ao fazer um bom saque (Regra 4.4);

8.2 Se o adversário deixar de fazer uma boa devolução (Regra 6), a não ser que o Árbitro conceda um let ou um stroke ao adversário;

(G4) 8.3 Se a bola tocar no adversário (incluindo qualquer coisa que ele use ou carregue), sem interferência, quando o adversário é o não batedor, salvo disposição em contrario pelas Regras 9 e 10. Se ocorrer uma interferência, então o previsto na Regra 12 se aplica. Em todos os casos, o Árbitro deve tomar a decisão;

8.4 Se o Árbitro conceder um stroke para um jogador conforme o disposto nas Regras.


BOLA ATINGINDO O ADVERSÁRIO E UM GIRO DO JOGADOR

(G4) 9.1 Se o batedor golpear a bola que, antes de alcançar a parede frontal, atingir o adversário (incluindo qualquer coisa que ele use ou carregue), a jogada deve cessar. O Árbitro, ao adicionar uma possibilidade de violação da Regra 17, deverá avaliar a trajetória da bola e deverá:

9.1.1 conceder um stroke ao batedor se o retorno teria sido bom e a bola iria atingir a tocar a parede frontal sem antes ter tocado qualquer outra parede, a não ser que as Regras 9.1.2 ou 9.1.3 se apliquem;

(G4 & G5) 9.1.2 se o batedor girar, conceder um stroke ao adversário, a não ser que o adversário tenha feito deliberadamente um movimento para interceptar o retorno, e neste caso o Árbitro dever conceder o stroke ao batedor;

(G5) 9.1.3 se o retorno do batedor é uma “outra” tentativa, conceder um let, certificando-se que a Regra 9.1.2 não seja aplicada;

9.1.4 conceder um let se a bola tiver atingido ou iria atingir qualquer outra parede antes da parede frontal e o retorno teria sido bom, a não ser que a Regra 9.1.5 se aplique;

9.1.5 ao decidir que o retorno teria sido vencedor, conceder um stroke ao batedor;

9.1.6 conceder um stroke ao adversário se o retorno fosse ser bom.

(G5) 9.2 Se o batedor girar:

9.2.1 o batedor pode, antes de golpear a bola, por medo de atingir o adversário com a bola, parar e apelar. O Árbitro deve:

9.2.1.1 conceder um let, se decidir que existiu uma razoável possibilidade da bola atingir o adversário, e o batedor iria fazer um bom retorno a não ser que a Regra 9.2.3 se aplique ou
9.2.1.2 não conceder o let, se decidir que o batedor não iria fazer um bom retorno.

9.2.2 O batedor poderá, por causa da interferência, parar a jogada e apelar. O Árbitro deverá:

9.2.2.1 conceder um let, se decidir que o batedor é incapaz de completar uma tentativa de golpear a bola por causa da interferência do adversário ou

9.2.2.2 conceder um stroke para o batedor, se decidir que o adversário não fez todo esforço para evitar a interferência ao girar, ou

9.2.2.3 não conceder um let, se decidir que o batedor não iria fazer um bom retorno, independente da interferência.

9.2.3 O Árbitro não deverá conceder um let ao decidir que o ato de girar foi criado para uma oportunidade de apelo, ao invés de tentar fazer um retorno da bola.

TENTATIVAS POSTERIORES PARA GOLPEAR A BOLA

Se o batedor tentar golpear a bola e falhar, o batedor poderá fazer tentativas posteriores.

10.1 Se, depois de não ter sido golpeada, a bola tocar o adversário (incluindo qualquer coisa vestida ou carregada), o Árbitro deverá:

10.1.1 conceder um let, se decidir que o batedor pudesse ter feito uma boa devolução, ou

10.1.2 conceder um stroke ao adversário, se decidir que o batedor não iria fazer uma boa devolução.

10.2 O Árbitro deverá conceder um let se qualquer das tentativas posteriores é bem sucedida, mas resulta em um bom retorno sendo impedido de chegar à parede frontal ao atingir o adversário, incluindo qualquer coisa vestida ou carregada.

10.3 O batedor poderá, por causa da interferência nas tentativas posteriores, parar a jogada e apelar. O Árbitro deverá:

10.3.1 conceder um let, se o batedor é impossibilitado de completar uma tentativa posterior para golpear a bola, onde um bom retorno era possível; ou

10.3.2 conceder um stroke para o batedor, ao decidir que o adversário não fez todo esforço para evitar a interferência na tentativa posterior; ou

10.3.3 não conceder um let, se decidir que a tentativa posterior não iria resultar em um bom retorno.

APELOS

O perdedor de uma jogada pode apelar contra qualquer decisão do Marcador que tenha afetado aquela jogada.

Um jogador deverá iniciar qualquer apelo sobre a Regra 11 falando “Appeal Please”. A jogada para (cessa) quando um jogador apela. O Árbitro, se não estiver certo da razão do apelo, poderá perguntar ao jogador por uma explicação.

Se o Árbitro desconsiderar um apelo de acordo sobre a Regra 11, a decisão do Marcador deverá permanecer. Se em dúvida, o Árbitro deverá conceder um let, exceto onde o disposto nas Regras 11.2.1, 11.5 ou 11.6 se apliquem.

Apelos e intervenções do Árbitro em situações especiais são consideradas abaixo (veja também Regra 20.4)

11.1 Apelos no saque

11.1.1 Se o Marcador fizer uma chamada de “Foot-Fault”, “Falta”, “Not Up”, “Baixa” ou “Fora” no saque, o sacador pode apelar. Se o Árbitro acatar o apelo, o Árbitro deverá conceder um let.

11.1.2 Se, antes do saque, o Marcador não fizer nenhuma chamada, o recebedor poderá apelar, ou imediatamente ou no fim da jogada. O Árbitro, se certo que o serviço não foi bom, deverá, sem esperar por um apelo, parar a jogada e conceder um stroke ao adversário. Em resposta a um apelo, o Árbitro deverá:

11.1.2.1 se certo que o saque foi bom, conceder um stroke para o sacador.

11.1.2.2 se incerto, conceder um let.

11.2 Apelos durante o jogo, não decorrentes do saque

11.2.1 Um jogador poderá apelar se o Marcador tiver chamado “Not Up”, “Baixa” ou “Fora” depois da devolução daquele jogador. O Árbitro, se acatar o apelo ou se incerto se a chamada o Marcador estava correto, deverá:
11.2.1.1 conceder um let, a não ser que as Regras 11.2.1.2 ou 11.2.1.3 se apliquem;

11.2.1.2 conceder um stroke para o jogador, se a chamada do Marcador tiver interrompido um retorno vencedor daquele jogador;

11.2.1.3 conceder um stroke para o adversário, se a chamada do Marcador tiver interrompido ou impedido um retorno vencedor do adversário

11.2.2 Se o Marcador falhar ao não anunciar “Not Up”, “Baixa” ou “Fora” depois da devolução de um jogador, o adversário poderá apelar imediatamente ou no fim da jogada. O Árbitro, se certo que o retorno não foi bom, deverá, sem esperar por um apelo, parar a jogada e conceder um stroke para o adversário. Em resposta a um apelo o Árbitro deverá:
11.2.2.1 ao decidindo que o retorno foi bom, conceder um stroke ao jogador
11.2.2.2 se incerto, conceder um let.

11.3 Após a devolução de um saque, nenhum jogador poderá apelar por qualquer coisa que tenha ocorrido antes daquele saque, exceto se o previsto na Regra 14.3 se aplicar.

11.4 Quando o perdedor faz mais de um apelo em relação ao jogada, o Árbitro deverá considerar cada apelo.

11.5 Se um jogador apelar da chamada do Marcador de “Foot Fault”, “Falta”, “Not Up”, “Baixa” ou “Fora” em um saque, mas o mesmo saque subseqüentemente é claramente “Not Up”, “Baixa” ou “Fora”, o Árbitro deverá basear-se na ocorrência subseqüente.

11.6 Se um jogador apelar da chamada do Marcador de “Not Up”, “Baixa” ou “Fora” em um retorno, mas o mesmo retorno subseqüentemente é claramente “Not Up”, “Baixa” ou “Fora”, o árbitro deverá então basear-se na ocorrência subseqüente.

LETS

Em adição aos lets concedidos de acordo com outras regras, lets podem ou devem se concedidos em outros certos casos. Qualquer pedido por um let deve ser antecedido pelas palavras “Let Please”. O Árbitro, se estiver indeciso sobre a razão do apelo, pode perguntar ao jogador por uma explicação.

13.1 Um let poderá ser concedido se:

13.1.1 a bola em jogo tocar qualquer objeto que esteja no chão (ver Regra 15.3);

(G7) 13.1.2 o batedor decidir não golpear a bola para qualquer uma das paredes, incluindo a parede do fundo, devido a um razoável receio de ferir o adversário;

13.1.3 o Árbitro determina que uma ocorrência dentro ou fora da quadra distraiu qualquer um dos jogadores. Um Jogador apelando pela distração precisa apelar imediatamente após a ocorrência. Mesmo assim, o Árbitro poderá conceder o stroke ao jogador que foi distraído, se este jogador poderia ter jogado uma bola vencedora, se não fosse à distração.

13.1.4 o Árbitro determina que a mudanças nas condições da quadra afetaram o resultado da jogada.

13.2 Um let deverá ser concedido se:

13.2.1 o recebedor não estiver preparado e não tentar devolver o saque.

13.2.2 a bola furar durante a jogada.

13.2.3 o Árbitro for incapaz de decidir um apelo.

13.2.4 um jogador faz o que seria um bom retorno, mas ou a bola ficar presa em qualquer parte válida da quadra impedindo que ela pule mais de uma vez no piso, ou a bola sair da quadra depois do primeiro toque no chão.

13.3 Se o batedor apelar por um let de acordo com as Regras 13.1.1 até 13.1.4, o Árbitro deve conceder um let somente se o batedor pode fazer um bom retorno. Para um apelo do não-batedor de acordo com as Regras 13.1.1, 13.1.3 e 13.1.4 isto não é um requisito.

13.4 Se o batedor tentar golpear a bola, o Árbitro ainda poderá conceder o let de acordo com as regras 13.1.1, 13.1.3, 13.1.4 e 13.2.2

13.5 Os requisitos dos apelos de acordo com a Regra 13 são:

13.5.1 um apelo do jogador é necessário para um let ser concedido de acordo com as Regras 13.1.2 (batedor somente), 13.1.3, 13.2.1 (recebedor somente) e 13.2.3.

13.5.2 um apelo do jogador ou intervenção do Árbitro sem apelo é aplicado para as Regras 13.1.1, 13.1.4, 13.2.2 e 13.2.4.

A BOLA

14.1 A qualquer momento, quando a bola não estiver efetivamente em jogo, ela poderá ser substituída por uma nova por consentimento mútuo dos jogadores ou por pedido de qualquer um deles, a critério do Árbitro.

14.2 Se a bola furar durante o jogo, o Árbitro, após confirmar que está furada, deverá substituí-la imediatamente por uma outra bola.

14.3 Se a bola furar, mas tal fato não tiver sido estabelecido durante a disputa daquela jogada, o Árbitro deverá conceder o let para a jogada na qual a bola furou, se o recebedor apelar antes do próximo saque ou se ele apelar antes de tentar responder aquele saque.

(G13) 14.3.1 Se o recebedor apelar antes de tentar fazer o retorno do saque e, na opinião do Árbitro, a bola furou durante aquele saque, o Árbitro poderá conceder um let para aquela jogada somente, mas se estiver em duvida, poderá conceder um let para a jogada anterior.

14.4 O previsto na Regra 14.3 não é aplicado para a última jogada do game. Neste caso, o jogador precisa apelar imediatamente após a jogada.

14.5 Se um jogador parar durante uma jogada para indicar que a bola esta furada, apenas para averiguar logo depois que ela não esta furada, estão aquele jogador perderá a jogada.

14.6 Entre games a bola poderá permanecer na quadra a não ser que a sua remoção seja permitida pelo Árbitro.

14.7 Quando o arbitro substitui a bola ou quando a partida é reiniciada após algum atraso de um jogador, o Árbitro deve permitir que os jogadores aqueçam a bola até que a mesma esteja em condição de jogo. O jogo será reiniciado após decisão do arbitro ou consenso dos jogadores. O que acontecer primeiro.

DEFINIÇÕES:

CROWDING
Quando o jogador fica muito próximo do adversário impedindo que ele rebata a bola livremente.

LET
Um jogada indecisa. Se um Árbitro concede um let, nenhum dos jogadores ganham um stroke na jogada em questão, e o sacador é requerido a sacar outra vez do mesmo quadrado de saque.

BAIXA (DOWN) A expressão usada para indicar que uma devolução considerada boa tocou o chão antes de atingir a parede frontal, ou bateu na madeira ou lata. (“Baixa” é também usado como anúncio do Marcador).

NOT UP Expressão usada para indicar que a bola não foi golpeada de acordo com as Regras.

OUT (FORA) Expressão usada para indicar que a bola tenha tocado a linha de fora ou uma parede acima de tal linha ou o teto ou qualquer coisa pendurada no teto e/ou parede acima da linha de fora ou a bola tiver passado através de qualquer coisa pendurada no teto e/ou parede acima da linha de fora .

OUT LINE
(LINHA DE FORA) Uma linha continua compreendendo a linha da parede frontal ambas as linhas das paredes laterais e a linha da parede de fundo e marcando os limites superiores da quadra.

STROKE
(PONTO) O ganho alcançado pelo jogador que vence o jogada, ou no curso da jogada ou um consentimento do Árbitro, e que resulta ou na marcação de um ponto ou na troca de sacador.

TIN (LATA) A área abaixo da madeira, cobrindo toda a extensão da quadra, que deve ser construída de um material que faça um barulho distinto quando atingida pela bola.

(GIRO) Ação do jogador quando a bola é seguida ao redor e o batedor fisicamente gira, ou a bola é permitida passar em volta do batedor, que, em ambos os casos, golpeia a bola no lado direito do corpo depois de a bola ter passado pela esquerda (ou vice-versa).

MADEIRA A marcação horizontal mais baixa na parede frontal, com uma lata abaixo dela por toda a extensão da quadra.

MAIS:

Quantas calorias é perdida com o Squash? Esse esporte proporciona um gasto calórico em 30 min(517kcal)

 

Fonte: CBS.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *